Chega de uma vida de desculpas

Chega de uma vida de desculpas. A vida de quem criou o hábito de dar desculpas para todas as suas deficiências e fracassos é um ciclo vicioso dramático, melancólico, repleto de vitimismos, de inveja e sempre dedicado a culpar terceiros, como, por exemplo, o sistema, a sociedade, sua família, o capitalismo ou qualquer um que apareça pela frente.

Uma vida dura, recalcada, sem conquistas, mas, ao mesmo tempo, com uma enorme soberba, por se considerar moralmente superior por ter a presunção de ser mais socialmente consciente que os demais.

Deixe as desculpas de lado, assuma a responsabilidade por suas falhas ou deficiências, ainda que não tenham sido escolhas suas, como ter nascido numa condição social desfavorável.

Diante das adversidades, seu valor deve ser demonstrado em sua criatividade e coragem para derrubar as muralhas sociais que são resultado de governos omissos por décadas, que em vez de promoverem a expansão da economia, a meritocracia e escolas decentes, promovem as desculpas e disseminam o coitadismo pela população a fim de mantê-la refém.

Diante do fogo, o papel queima, mas o ouro brilha. Quem é GV entende muito bem essa metáfora.

Fonte: Geração de Valor

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *