ERP Indústria, Software Indústria, Sistema Indústria

64 siglas de gestão industrial que todo gestor precisa saber

Veja o significado da sigla:

1. ABC – Activity Based Costing (Custeio Baseado em Atividades).

2. ABC Classification – Classificação de produtos em três categorias a partir da curva de Pareto (A: pouca quantidade e grande valor; B: quantidades e valores intermediários; C: muita quantidade e pouco valor).

3. AIS – Automated Information System (Sistema de Informações Automatizado).

4. APS – Advanced Plannig Scheduling (Planejamento da Demanda de Suprimentos).

5. APS – Advanced Planning Systems (Sistemas Avançados de Planejamento), software multi-modular que auxilia na gestão empresarial.

6. ATO – Assembly to Order (Montagem sob Encomenda).

7. BI – Business Inteligence (Inteligência Empresarial).

8. BOM – Bill of Material (Lista de Materiais), produto do MRP que consolida itens comuns a vários produtos.

9. BSC – Balanced Scorecard, metodologia de medição e gestão de desempenho.

10. B2B ou BTB – Business-to-Business.

11. CEO – Chief Executive Officer, Chefe Executivo da Empresa.

12. CEP – Controle Estatístico de Processos.

13. CIM – Computer Integrated Manufacturing (Manufatura Integrada com Computadores.

14. CPM – Critical Path Method (Método do Caminho Crítico).

15. CRP – Continuous Replenishment Process (Programa de Reabastecimento Contínuo).

16. DFM – Design for Manufecturing (Projeto por Manumatura).

17. EAV – Engenharia e Análise do Valor.

18. EDI – Eletronic Data Interchange (Intercâmbio Eletrônico de Dados).

19. ERP – Enterprise Resourse Plannig (Planejamento de Recursos Empresariais), são softwares complexos para controle de vários departamentos.

20. ETO – Engineering to Order (Projeto sob Encomenda).

21. EVA – Economic Value Added (Valor Econômico Agregado).

22. FCS – Finite Capacity Scheduling (Sequenciamento com Capacidade Finita), método de sequenciamento que considera as limitações de capacidade reais.

23. FEFO – First-Expire, First-Out (Primeiro que Vence é o Primeiro que Sai), gestão de estoques de acordo com a validade do produto.

24. FIFO, ou PEPS – First-In, First-Out (Primeiro que Entra é o Primeiro que Sai).

25. FOFA ou FFOA – Siglas em português para a análise SWOT.

26. GED – Gerenciamento Eletrônico de Documentos.

27. ICO – Inventory Chain Optimization (Otimização da Cadeia de Estoques).

28. JIT – Just in Time.

29. LEC – Lote Econômico de Compra.

30. LEP – Lote Econômico de Produção.

31. LT – Lead Time, ou tempo de atravessamento.

32. MES – Manufacturing Execution Systems (Sistemas Integrados de Controle da Produção).

33. MPS – Master Production Schedule, ou Plano Mestre de Produção.

34. MRP – Material Requiriment Plannig (Planejamento das Necessidades de Materiais), sistema informatizado para a elaboração de um plano de suprimentos de materiais.

35. MRP II – Manufacturing Resources Plannig (Planejamento dos Recursos de Manufatura), uma evolução do MRP que fornece uma quantidade maior de dados sobre o produto.

36. MTO – Make to Order (Produção sob Encomenda).

37. MTS – Make to Stock (Produção para estoque).

38. OEE – Overall Equipament Efectiveness, medida da utilização efetiva da capacidade dos equipamentos.

39. OPT – Optimezed Production Tecnology (Tecnologia de Gestão Otimizada), método de gestão da produção a partir de gargalos.

40. PCM – Planejamento e Controle de Materiais.

41. PCP – Planejamento e Controle da Produção.

42. PE – Planejamento Estratégico.

43. PEPS – Primeiro que Entra é o Primeiro que Sai.

44. PERT – Project Evaluation and Review Technique (Técnica de Avaliação e Revisão de Projetos).

45. PPCP – Planejamento, Programação e Controle da Produção.

46. QR – Quick Response (Resposta Rápida).

47. QRTS – Quick Response to Stock (Produção para Estoque com Base numa Resposta Rápida).

48. RTO – Resources to Order (Recursos por Encomenda).

49. S&OP – Sales and Operations Planing (Planejamento de Vendas e Operações).

50. SAP – Systeme, Anwendungen und Produke in der Datenverarbeitung (Sistemas, Aplicativos e Produtos para Processamento de Dados), nome de empresa de software alemã líder mundial no seguimento de ERP.

51. SCOR – Supply Chain Operation Model (Modelo de Referência das Operações na Cadeia de Suprimentos).

52. SKU – Stock Keeping Unit (Unidade de Manutenção de Estoque).

53. SLA – Service Level Agreement (Acordo sobre o Nível de Serviço).

54. SLM – Service Level Management (Gerenciamento do Nível de Serviço).

55. SWOT – Strengths, Weaknesses, Opportunities and Threats (Forças, Fraquesas, Oportunidades e Ameaças). A análise SWOT é uma ferramenta utilizada para fazer análise de cenários como base para a gestão e o planejamento estratégico.

56. TOC – Theory of Constraints (Teoria das Restrições).

57. TPM – Total Productive Maintence (Manutenção Produtiva Total).

58. TQM – Total Quality Management (Gestão da Qualidade Total).

59. UM – Unidade de Medida.

60. UPC – Universal Product Code (Código Universal do Produto).

61. VMI – Vendor Managed Inventory (Estoque Gerenciado pelo Fornecedor).

62. WCM – World Class Manufacturing (Melhores Práticas Mundiais em Ação).

63. WCS – Warehouse Control Systems (Sistemas de Controle de Armazém).

64. WMS – Warehouse Management Systems (Sistemas de Gerenciamento de Armazém).

 

Sistema de Gestão para Indústria AVANTTS

Garante aperfeiçoamento nos controles operacionais e de gestão para apoio na tomada de decisões estratégicas, melhoria na relação com os clientes e automatização da cadeia de suprimentos.