Criptografia impulsiona computação em nuvem

Um grupo tímido de empresas apresenta tecnologias que permitem às corporações tirar proveito máximo da computação em nuvem sem correr o risco de expor dados sigilosos. Entre elas, a CipherCloud, com sede na Califórnia, apresentou, na quinta-feira passada (10/2) uma plataforma de critografia que roda a partir de um servidor local e mascara dados antes que cheguem aos computadores da nuvem.

Diferente dos serviços de criptografia oferecidos por provedores de computação em nuvem, a solução da CipherCloud possibilita aos clientes ter total controle sobre os processos de abrir e fechar os arquivos com chaves de criptografia. Essas chaves, aliás, ficam em poder apenas da empresa cliente, o que garante que ninguém conseguirá ler o conteúdo dos arquivos.

“O algoritmo da CipherCloud baseia-se em criptografia de dados sem alterar significativamente o formato ou a função dos dados”, afirma o CEO e fundador da CipherCloud, Pravin Kothari. A primeira start-up de Kthari foi a ArcSight, adquirida pela HP em 2010 por 1.5 bilhão de dólares.

Mas essa solução de criptografia não é exclusividade da CipherCloud. Outra companhia que oferece um produto semelhante é a Vormetic, que apresentou, na quarta-feira passada (9/2), um pacote de soluções que pode ser usado nos serviços web da Amazon. Igualmente acontece com a CipherCloud, a solução da Vormetic também se baseia em criptografia local de dados e na retenção das chaves por parte da empresa cliente.

“O fato é que as soluções entregam poderes às mãos de empresas clientes que antes estavam rendidas e às quais não restava outra alternativa senão confiar na competência do provedor de computação em nuvem” , diz Richard Stiennon, analista de segurança da IT-Harvest. Na perspectiva do analista, o mascaramento de dados local pode ser uma solução quando os servidores estiverem localizados fora do país cliente.

Uma entidade que planeja adotar esse tipo de solução é o partido político canadense New Democratic Party – ou novo partido democrático, em tradução livre do inglês). O partido avalia a transferência de seus dados para a nuvem da Salesforce.com, mas tinha receio acerca da segurança da base de dados com 24 milhões de eleitores.

O partido político parece satisfeito com o desempenho da solução oferecida pela CipherCloud, apesar de a Salesforce.com tentar dissuadi-lo de sua adesão. “Com uma instalação absolutamente tranqüila, a solução deles nos permite estarmos tranqüilos com referência à segurança dos dados, pois somos os únicos com acesso às chaves”, diz o diretor de TI do partido político.