Videoconferência e BYOD

Videoconferência e BYOD. Uma pesquisa, encomendada pela Avaya e conduzida pelo Centro para a Educação Digital (CDE), aponta que escolas e instituições de ensino superior podem aprimorar o processo educativo e aumentar o envolvimento dos estudantes por meio da utilização de tecnologias de videoconferência. O estudo foi realizado em abril pela comunidade Education Exchange on-line, constituída por líderes, administradores e tomadores de decisões de TI para educação de ensino fundamental, médio e superior.

Os resultados fornecidos por 158 entrevistados mostram que há uma demanda crescente pela aplicação de ferramentas de vídeo no sistema educacional. De acordo com o estudo, a utilização da videoconferência proporciona uma experiência de aprendizagem diferente e completa, a retenção de informações é melhorada pela possibilidade de repetição e o método é mais agradável. A mobilidade é outro ponto positivo apontado pelos entrevistados, pois permite que os estudantes aprendam em qualquer lugar e a qualquer momento, em vez de limitá-los a uma sala de aula ou biblioteca.

Estimular os estudantes a trazerem seus próprios dispositivos (BYOD) ou garantir que cada usuário tenha acesso a um equipamento aumentará, ainda mais, as oportunidades e os benefícios da aprendizagem por videoconferência. O relatório demonstra que, atualmente, a educação está no meio de uma grande mudança, que reflete as realidades econômica e social atuais, transformando assim suas práticas, estruturas e pedagogias. Alguns pontos que comprovam isso incluem:

Os dois principais fatores favoráveis à aprendizagem por vídeo são o comprometimento dos estudantes (89%) e a aprendizagem virtual/mista (79%).

A maioria dos entrevistados afirma que iniciativas de BYOD (Bring Your Own Device) aumentam a possibilidade da utilização de tecnologias de vídeo; e

58% dos entrevistados já utiliza e 28% planejam utilizar a aprendizagem via vídeo.

“O modo convencional de ensino está mudando, instituições estão agora preparando os estudantes para a nova economia, na qual a tecnologia tem um papel importante e está integrada ao processo de aprendizagem. A tecnologia que permite às escolas e instituições gravar e fornecer um streaming de vídeo de qualidade, que pode ser acessado em qualquer lugar e a qualquer momento, já está disponível, basta que esses estabelecimentos enxerguem os benefícios de oferecer uma experiência de aprendizagem diferenciada”, afirma Sidnei Czarny, diretor da Avaya Brasil.

As faculdades também podem se beneficiar com esse novo método de ensino, como revelado pela pesquisa. 88% dos entrevistados concorda que soluções de ensino via vídeo terão um papel significativo na grade das instituições. A aprendizagem por videoconferência permite aos professores alcançar públicos maiores, gravar suas aulas para uso futuro e aumentar o envolvimento dos estudantes.

O maior benefício, segundo 30% dos entrevistados, é a possibilidade de aprender em qualquer lugar a qualquer momento. A videoconferência, além de permitir que os usuários estudem mesmo quando estão em trânsito, também possibilitam que os professores ensinem e tirem dúvidas em tempo real. Os ganhos econômicos também foram apontados pela pesquisa: os entrevistados classificaram a possibilidade de impactar um número maior de estudantes (61%), o que pode auxiliar escolas e universidades a alcançarem públicos maiores, ampliando suas matrículas.

Fonte: Convergência Digital
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *